Jean-Yves Costantini - guitarra acústica e clássica

Music Theory – One to One

Llandovery Main Course

Depois de descobrir a guitarra clássica, aos 9 anos de idade, e de uma mistura de autodidatismo e aulas esporádicas, Jean-Yves sentiu-se atraído pela guitarra elétrica, pelo seu repertório e por um desejo de reproduzir a música dos seus heróis guitarristas. Tal alimentou a sua curiosidade por outros estilos de música baseados na improvisação e em estruturas harmónicas mais complexas, como o jazz de fusão, a guitarra latina e, claro, o jazz, ao mesmo tempo que continuava a tocar guitarra clássica. Esta paixão pelo jazz nunca o abandonou e permitiu-lhe encontrar um equilíbrio entre a música clássica e o jazz na sua criação musical.

Jean-Yves decidiu dedicar-se inteiramente ao estudo da música. Obteve um diploma em Formação Profissional de Música na escola Atla, em Paris, com o jazz e a guitarra brasileira como opção principal. Depois, matriculou-se na Escola Nacional de Música e Dança de Pantin e obteve um diploma em Estudo da Música de jazz. Ao mesmo tempo, matriculou-se no curso de pós-graduação em Guitarra Clássica de Rosine Chabrun (ex-aluna de Alberto Ponce).

Tem a possibilidade de tocar a solo e em quarteto, com um repertório que vai de I. Albeniz, F. Sor, J.S. Bach e R. Dyens a Julio Pardo. É membro do agrupamento de guitarra que acompanha o coro de Norma Basso e a companhia de dança de Laurence Olivier. Tal deu-lhe igualmente a possibilidade de começar a ensinar guitarra clássica. A descoberta do ensino, com o prazer da transmissão e a riqueza da interação, bem como os seus inevitáveis desafios, foi desenvolvendo e refinando a sua pedagogia ao longo do tempo.

Apesar de ter ganho mais reputação no repertório clássico, graças a grandes intérpretes como A. Segovia, a partir da década de 1930, e a grandes compositores como H. Villalobos e A. Aranjuez, a guitarra continua a ser um instrumento popular com uma multitude de estilos e culturas diferentes. É este repertório eclético que ele gosta de explorar e transmitir aos seus alunos, incluindo a prática da improvisação, tantas vezes ignorada pelos músicos clássicos. Por conseguinte, Jean Yves é especialista em:

  • Repertório e execução de guitarra clássica
  • Trabalho com guitarra latina e Bossa Nova (balanço e acordes)
  • Trabalho de improvisação: aquisição de competências básicas de improvisação (estudo de escalas e modos, arpejos, acordes e inversões, ciclos harmónicos, etc.)

 

Multimédia

https://youtu.be/lSkv5HDWQqk

https://www.youtube.com/watch?v=QstmnQ0KJNI

https://youtu.be/LBSBJ8QC134