Letizia Morelli - Canto Jazz

Cursos da LMFL:

Aulas Individuais, Oficina de Jazz

Llandovery

Firenze

 

 

Embora com uma vida profissional ocupada como executante, Letizia também se dedica ao ensino e adora. Transmitir música aos alunos é parte essencial da sua vida e continua convencida de que o seu papel é dar-lhes as chaves para uma longa viagem que exige um investimento total em si mesmos.

Letizia começou por aprender piano clássico, mas passou a infância toda rodeada de jazz e cantar tornou-se o seu mundo.

Depressa descobriu a improvisação através da audição de gravações que diz terem sido os seus verdadeiros mestres. Frequentou também vários cursos em França (dados por Anne Ducros, Michele Hendrix e Marc Murphy), tendo feito depois uma formação profissional no Berklee College of Music, Boston, EUA, onde obteve uma bolsa universitária. Aí, o seu sonho tornou-se realidade, tendo estudado técnica vocal com Vivian Reed, bem como harmonia, escrita e composição, e participado em várias oficinas de jazz, gospel, música brasileira e indiana que contribuíram substancialmente para enriquecer o seu repertório e refinar o seu estilo.

Em 1998, já de volta a França, Letizia fez as primeiras atuações em muitos clubes parisienses (como o Bilboquet,o New Morning, o Sunset, o Petit Journal e o Caveau de la Huchette), onde conheceu alguns dos melhores profissionais de jazz conhecidos. Depois de dar provas do seu próprio profissionalismo, atuou em sessões e serões privados, bem como em muitos locais da moda em Paris (Reservoir, Opus Café, Westminster, Ritz, Man Ray, etc.).

Depressa atraiu as atenções e, graças à sua versatilidade, começou rapidamente a ser muito requisitada para festivais e a receber ofertas para digressões com músicos africanos, madagascarenses, venezuelanos e brasileiros.

Criou um duo, o Bloody Merry, com Valerie Benzaquine (que também dá aulas de piano jazz no curso), em que pode expressar-se com maior liberdade. A sua longa colaboração culminou num convite para o festival de canto jazz do Sunset, onde criou uma identidade própria graças à originalidade da sua fórmula intimista e das suas composições.

O duo Bloody Merry está a fazer um novo álbum, estando Letizia a produzir igualmente um outro com uma vertente mais funky.

Diz ela: “Devemos ouvir os mestres – Ellington, Basie, Lester, Young, Sarah, Ella – e deixarmo-nos imergir neste mundo através das suas gravações, procurar saber tudo sobre eles e, claro, adorá-lo.”

Um dos amigos de Letizia diz que o jazz é uma atitude e ela partilha esse sentimento: deixe-se imergir nele e estará pronto a aprender.

Diz ela: “Gostava que os alunos que se inscrevem nas minhas aulas trouxessem um gravador para gravar as aulas, papel pautado e duas peças de jazz à sua escolha que devem preparar antecipadamente.”

 

HIPERLIGAÇÕES E VÍDEOS

Interplay Bill Evans Letizia Morelli voice

“Calling you” Letizia Morelli, vocal, William Godfree, piano

Letizia Morelli.