Roustam Koudoiaroff - Piano

Cursos da LMFL:

Aulas Magistrais, Aulas Individuais

Llandovery – Pré-Curso

Llandovery – Curso Principal

Firenze

 

Roustam Koudoiaroff é atualmente o solista principal da União Filarmónica Estatal de Moscovo Mosconcert, dando também aulas de piano no Conservatório Público de Moscovo desde setembro de 2001 e aulas magistrais internacionalmente.

Nasceu em Kazan, Tartaristão, Rússia, estudou no Conservatório Público de Kazan com N.A. Fomina e graduou-se em 1993. Depois, prosseguiu os estudos no Conservatório Tchaikovsky de Moscovo com o famoso pianista Nicolai Petrov.

Roustam Koudoiaroff já venceu o Concurso Internacional de Piano Jose Iturbi em Valência, Espanha, o Concurso Internacional de Piano Konzerteum na Grécia, em 1996, e o Concurso de Piano Safonov da Rússia, em 1997.

Participou em festivais de música internacionais como o Pianoforum em Kazan, o Festival Internacional de Música Contemporânea da Europa-Ásia no Tartaristão, o Shostakovich-tage em Berlim, o Música de Amigos em Moscovo, o Festival de Música de Câmara em Trondheim, Noruega, o Primavera na Rússia em Moscovo, o Festival Mozart em Kazan e o Festival de Música de Poulenc em Moscovo.

Já tocou em recitais e concertos com muitas orquestras sinfónicas e de câmara na Rússia, na Ucrânia, na Alemanha, em Espanha, na Grécia, na África do Sul, na Grã-Bretanha e na Dinamarca.

Possui um repertório muito variado de solos, música de câmara e concertos que vai do barroco ao moderno e também já estreou músicas novas e esquecidas como a música de câmara e piano de Richard Dubugnon, os quintetos de piano de Frank Bridge e Ralph Vaughan Williams e música de compositores croatas.

Toca regularmente nas rádios e televisões russas, tendo o seu primeiro CD sido lançado pela Classical Records em 2005 e consistindo em obras de Sofia Gubaidulina, Liszt e Chopin, e na primeira gravação das Três Danças Op. 20 de Richard Dubugnon.

CRÍTICAS

“Um talento extraordinário, com um toque, um som e um colorido tonal sensacional, que mantém um controlo total com cambiantes discretos de efeitos dinâmicos de uma forma sóbria e viva, jamais arrogante, sempre de acordo com a música, conforme demonstrou na Sonata em Ré Menor Op. 31 N.º 2 de Beethoven e nos Romances Op. 28 de Schumann. A Polonaise em Mi Maior de Liszt foi uma demonstração de puro equilíbrio balanceado com um maravilhoso e subtil leggier.” – Tore Mortensen, Nordjyske Tidende

“Estilo impecável e enorme sentido de virtuosidade, capaz de conquistar qualquer ouvinte. Pequenas pérolas decoradas e espantosas cascatas de acordes e oitavas obrigam-nos a suster a respiração. E tudo em função de um propósito: atingir objetivos artísticos mais altos.” – Simbirsky Courier

 

HIPERLIGAÇÕES E VÍDEOS

Polonaise A flat major op.53

LMFL -Le chambon sur Lignon – 2011

Bristol 2010

LMFL – 2009

LMFL – 2008

LMFL – 2007

LMFL – 2006

LMFL – 2005